Análise da Eficiência das Empresas de Construção Civil listadas na BM&F Bovespa: uma aplicação da Análise Envoltória de Dados

Janaina Aparecida Joaquim de Oliveira, Carlos Eduardo Francischetti, Ronie Galeano, Clóvis Luís Padoveze, Paulo Sérgio de Arruda Ignácio

Resumo


Esta pesquisa exploratória teve por objetivo verificar a eficiência das empresas do setor da construção civil referente ao período de 2011 a 2015 listadas na BMF&Bovespa, estão operando em eficiência segundo o modelo DEA. Para esta pesquisa utilizou-se uma amostra de dezesseis empresas no ramo de construção civil e os dados necessários para os cálculos foram coletados com base nas demonstrações financeiras de cada empresa utilizando o software Economática® para assim definir as variáveis que iriam compor o modelo. O modelo utilizado para a análise foi o CCR - output, a variável input foi “Patrimônio Líquido” e os variáveis outputs foram “Lucro Líquido”, “Dividendos”, “Custo da Mercadoria Vendida/Serviços Prestados e “Investimento com Pessoal”. O resultado deste trabalho demonstrou que três empresas – Direcional, MRV Engenharia e Even, foram as mais eficientes em gerar retorno ao acionista dentro do conjunto analisado. Por outro lado, a CR2, PDG REALT e JHSF PART, foram as empresas ineficientes no qual deveriam ter acompanhamento específico para melhorar seu desempenho. Ainda que a reduzida quantidade de variáveis utilizadas como outputs possa ser entendida como uma limitação da pesquisa, porém são representativas, pois são dados objetivos de desempenho. Nesse sentido, sugere-se para novos estudos que variáveis adicionais sejam incluídas para o cálculo de desempenho e eficiência.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós Graduação Mestrado Profissional e Doutorado em Administração - PPGA