Escolhas de práticas contábeis: estudo sobre a adoção do custo atribuído no ativo imobilizado

LORENA COSTA OLIVEIRA MELLO, PAOLO GIUSEPPE LIMA ARAUJO, Marcia Karina Cabral Felix

Resumo


O presente estudo tem como objetivo investigar as características das companhias abertas no Brasil que permitem explicar a escolha do critério de mensuração dos ativos imobilizados. A análise se concentrará nas demonstrações contábeis do exercício de 2010, ano de implantação full das normas internacionais de contabilidade. O presente estudo se caracteriza como descritivo, classifica-se como predominantemente quantitativo, tendo como população 263 Companhias listadas na BM&F Bovespa. Para a realização do estudo, foram selecionados as seguintes variáveis: Porte, Nível de endividamento, Bônus dos administradores, Rentabilidade, Empresas listadas em bolsas internacionais, Setor, Empresa de auditoria e Participação do imobilizado no ativo total das empresas. A amostra foi submetida ao cálculo de estatística descritiva e regressão logística. O resultado dos testes detectou uma influência significativa das variáveis, Porte e Retorno sobre o Patrimônio líquido –ROE, na escolha do critério de mensuração dos ativos imobilizados, a um nível de significância de 10%. E as variáveis Empresa de Auditoria e Participação do Imobilizado no Ativo Total obtiveram a significância ao nível de 5%. Já para as variáveis Setor e Bolsa Internacional, não houve indícios de que essas variáveis influenciem na escolha do critério de mensuração dos ativos imobilizados.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós Graduação Mestrado Profissional e Doutorado em Administração - PPGA