WACC no Agronegócio: Um Estudo Empírico no Setor Sucroenergético

Graziela Longo, Rafael Todescato Cavalheiro, Andréia Maria Kremer

Resumo


Este estudo tem por objetivo estimar o custo médio ponderado de capital de uma agroindústria sucroenergética, dada a importância econômica, social e ambiental dessa atividade para o Brasil. Para tanto, foi realizado um estudo de caso de natureza descritiva com abordagem quantitativa, valendo-se do modelo WACC conforme recomendado por Damodaran (1997). Dentre as principais contribuições de ordem teórica e prática verificadas neste estudo, destacam-se a aplicação do modelo CAPM para estimar o custo do capital próprio e o custo do capital de terceiros livre do benefício da dívida. Utilizou-se como risk free a T-bond 10 anos, convertida em moeda local utilizando o risco-país EMBI+ Brasil, a taxa de câmbio corrente e a cotação prevista para o ano de 2017 no Relatório Focus. Para o market risk premium foi utilizado o estudo de Fernandez, Ortiz e Acín (2016)  e com relação ao Beta, optou-se pela adoção do unlevered beta do setor agrícola calculado por Damodaran. A aplicação do modelo permitiu estimar o custo médio ponderado de capital para a agroindústria sucroenergética que totalizou 14,05%.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós Graduação Mestrado Profissional e Doutorado em Administração - PPGA